Início do Projeto RUMO

O novo operador logístico RumoALL, resultado da aquisição do controle acionário da ALL – América Latina Logística S.A. pela COSAN (Grupo Ometto), busca melhoria no seu desempenho operacional, particularmente em seus dois principais corredores de transporte, bem como a pror­rogação do prazo de vigência da sua conces­são por mais 30 anos.

O pedido de prorrogação do prazo de concessão tramita nos diferentes escalões do Governo Federal desde meados do ano passado e deve ser concedido em breve pela ANTT. Em paralelo a esse processo de prorrogação, está em andamento o plano de investimentos da nova RumoALL que totaliza R$ 7,4 bilhões até 2019, dirigidos à aquisição de material de transporte, operação e infraestrutura.

A Egis participa do processo de aumento de capacidade da ALL desde 2009, com a elaboração do Projeto Executivo de Engenharia da Ligação Ferroviária Alto Araguaia-Rondonó­polis, que entrou em operação no início de 2013.

Em 2015 a Egis, após acirrada disputa com outras 22 empresas de engenharia, logrou contratar os Projetos Básico e Execu­tivo de Duplicação da EF-364 entre as cida­des de Campinas e Itirapina, totalizando 118 km, além da ampliação e/ou implantação de 58 pátios ao longo do Corredor Santos­-Santa Fé-Rondonópolis, o mais importante da Malha Paulista, e mais 8 pátios na linha Paranaguá-Ponta Grossa-Apucarana princi­pal corredor de exportação da Malha Sul.

O contrato, assinado no dia 21 de dezembro de 2015, previu a ambientação das equipes de campo, ocorrida a partir de janeiro, sendo o dia 25 o marco zero para efeito de cronograma de projeto.

 

No total, são cerca de 180 km de novas linhas ferroviárias cujo cronograma original prevê 30 meses para sua execução, incluindo aprovações intermediárias junto à ANTT e o IBAMA.

Trecho da linha Campinas - Alto Araguaia – Rondonópolis