Sistema de rastreamento automático de embarcações

Em 2011, o núcleo de Integração Digital (UO Rodovias e Aeroportos), coordenado por Valter Duran, desenvolveu um sistema de monitoramento de imagens e áudio VHF (Very High Frequency) de embarcações na hidrovia Tietê-Paraná. O sistema foi projetado em parceria com empresa consorciada e implantado em 2013 no Centro de Controle Operacional (CCO) da hidrovia.
Posteriormente, em 2017, a Egis Brasil ampliou os serviços prestados ao Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo (DH), que opera a hidrovia Tietê-Paraná, criando um sistema de rastreamento via AIS (Automatic Identification System).
A partir de sinal de dados via VHF, o sistema capta informações de navegação das embarcações, como curso, direção, velocidade e estado, e as disponibiliza para a Marinha do Brasil, que fornece os dados a todo o globo em seu site: www.sistram.mar.mil.br.
Atualmente, a integração entre os sistemas de monitoramento e de rastreamento permite o mapeamento global em tempo real de todo o transporte hidroviário do estado de São Paulo.