Obras de Arte, Geotecnia e Laboratório › Ensaios Geotécnicos

Precisão e qualidade para promover a segurança em projetos de infraestrutura

As investigações geológico-geotécnicas e de sondagem são essenciais nas etapas que antecedem a realização de um projeto de infraestrutura. É por meio delas que são identificadas as falhas de um terreno, a resistência do solo, a capacidade de carga, entre outros elementos.

Após a compreensão desses aspectos, é possível conduzir obras com maior segurança e eficiência em curto e longo prazo. Buscando estar presente em todas as fases dos empreendimentos em infraestrutura, a Egis oferece serviços de investigações geológico-geotécnicas, estudos, auditorias, emissão de laudos, relatórios e pareceres técnicos de qualidade.

Associando a excelência técnica ao melhor custo-benefício para seus clientes, a Egis desenvolve ensaios geotécnicos, levantamentos geofísicos, mapeamento geológico-geotécnico, sondagem a trado, percussão e sondagem rotativa wire-line, sempre com o foco na proteção do meio ambiente durante a execução de suas atividades. Conheça a seguir alguns de nossos principais ensaios geotécnicos.

 

Ensaio CPTU

Esse ensaio consiste na penetração de um cone de aço de 10 cm² de área de ponta, forçado de maneira estática no terreno a uma velocidade constante de penetração de 2 cm por segundo. Durante o processo, são realizadas leituras instantâneas que correspondem à resistência de ponta (qc), ao atrito lateral (fs) e à poropressão (u). Os dados coletados são transmitidos e registrados a cada 1 cm de profundidade.

Após o levantamento das informações, os resultados das leituras são processados e interpretados com o auxílio do software CPeT-IT-GeoLogismiki, pelo qual é possível obter os demais índices físicos do solo.

 

Ensaio Pressiométrico – Ménard

O ensaio pressiométrico fornece uma resposta de tensão versus deformação do solo in situ durante a expansão de uma cavidade cilíndrica e é fundamental para qualquer tipo de obra da Construção Civil, pois permite descobrir a característica das contições do solo.

Desenvolvido pelo engenheiro Louis Ménard na França e realizado pela primeira vez em 1955, o ensaio com pressiômetro, equipamento também chamado de sonda pressiométrica e conhecido mundialmente como pressiômetro de Ménard, é considerado uma ferramenta valiosa de ensaio in situ para projetos de fundações.

Para sua realização, a sonda pressiométrica é inserida em um pré-furo, com diâmetro de 60 mm. Em seguida, os ensaios são executados de acordo com as cotas previamente definidas.

 

A sonda pressiométrica

Com um painel de controle de pressão e volume automatizado, a sonda pressiométrica é constituída de três células independentes, sendo a central preenchida com água e as das extremidades, preenchidas com gás nitrogênio. A célula central expande-se radialmente durante o ensaio, aplicando pressões nas paredes do furo.

A cada incremento de pressão, as leituras do volumímetro são registradas aos 15, 30 e 60 segundos. Após 60 segundos, um novo incremento de pressão é aplicado, tendo-se como resultado uma curva pressiométrica em que o volume injetado ao final é plotado em função da pressão aplicada.

 

Nossos serviços em Geotecnia

  • Ensaios geotécnicos tradicionais e ensaios específicos desenvolvidos para o estudo de solos tropicais
  • Sondagens e amostragens em geral
  • Instrumentação de túneis, taludes e valas
  • Investigações geológico-geotécnicas – sondagens a trado, à percussão manual e mecanizada, sondagem rotativa convencional e pelo sistema wire line e sondagem mista
  • Ensaios geofísicos e mapeamento geológico-geotécnico

 

Fale com a Egis e saiba mais sobre nosso trabalho em Ensaios Geotécnicos!

Deseja conhecer melhor nossos serviços ou solicitar uma proposta? Envie um e-mail para jose.ribeiro@egis-brasil.com.br e franciele.oliveira@egis-brasil.com.br.