Tecnologia do uso de solo laterítico agregado grosso

A nova videoaula do curso sobre Pavimentação aborda o uso de materiais locais para redução do impacto ambiental

Com a aplicação da sistemática MCT, oficializada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP), é possível usar para pavimentação materiais encontrados próximo às estradas, o que permite a economia de energia durante as obras. Ao diminuir o uso de materiais beneficiados, o emprego da MCT ajuda a reduzir a poluição sonora, principalmente por minimizar a exploração de pedreiras, e a poluição atmosférica, emitindo menos dióxido de carbono (CO2) proveniente da queima de combustível durante o transporte do material.

Na quinta aula teórica do curso Pavimentação de baixo custo com uso de solos tropicais, Taís Sachet, consultora de Pavimentação na Egis Brasil, apresenta a tecnologia do uso de solo laterítico agregado de granulação grossa, explorando o estudo de qualificação e técnica construtiva de materiais locais com desempenho superior ao de recursos tradicionais, especialmente quando utilizados em base de pavimento.

Confira também a apresentação da próxima videoaula, em que serão abordados revestimentos asfálticos com alta durabilidade e custo reduzido.

Dúvidas ou sugestões? Encaminhe um e-mail para a engenheira Driely Alves.